Notícias

  • Feriado Municipal de Ílhavo 2020-2021

    Feriado Municipal de Ílhavo 2020-2021

    Se o Natal é quando o Homem quiser, o Feriado Municipal de Ílhavo de 2020 e 2021, comemorado a 5 de abril, realizou-se apenas quando o alívio das restrições impostas pelo surto pandémico de COVID-19 assim o permitiu, no dia 10 de junho.

    Neste dia especial, a Casa da Cultura de Ílhavo engalanou-se para a entrega das Distinções Honoríficas de 2020 e 2021, a inauguração do jardim comunitário "Planteia" do 23 Milhas e a apresentação do "Se esta rua fosse minha", um projeto do Centro de Documentação de Ílhavo que visa recolher e divulgar informação sobre o património toponímico do município.

    Esta apresentação do CDI teve quatro momentos distintos: narração de histórias e memórias associadas a ruas do município, por quatro representantes das suas freguesias (S. Salvador: João Marques da Silva - "Volta a Ílhavo em carrela"; Gafanha da Nazaré: João Roque - "Os olheiros da Escola da Cambeia"; Gafanha da Encarnação: Donzília Almeida - "Aventuras na rua Joana Gramata"; Gafanha do Carmo: Domingos Vilarinho - "A faina do bacalhau na rua da Boa Hora e outras façanhas"); exibição do filme promocional do projeto; contextualização da iniciativa e apelo à participação da comunidade, por Gonçalo Coelho; e, finalmente, a apresentação do videoclipe da música do "Se esta rua fosse minha", interpretada pela turma dos Cavaquinhos da Universidade Sénior do CSPNSN.

    Para quem não pôde estar presente, deixamos-lhe aqui uma transcrição das palavras do jovem Gonçalo Coelho para que também se sinta inspirado a participar neste projeto comunitário:

    E eu, Gonçalo Coelho, não trago nenhuma história para contar, embora o pudesse fazer!
     
    Trago, sim, o orgulho de ser do Município de Ílhavo: a terra onde nasci, a terra onde vivo, a terra onde sou feliz!

    Trago também a vontade de conhecer este lugar, as suas freguesias, a sua História, as suas gentes, as suas memórias.
     
    De conhecer o meu Concelho como um todo, forte, com qualidade de vida.
     
    Um Concelho rico em mar, ria, sol, bacalhau, porcelana, pão e tantas outras coisas.
     
    Quero que assim continue no futuro.
    Mas quero também que o seu PASSADO não seja apagado.
    Quero deixá-lo como PRESENTE, para os meus netos terem um FUTURO.
     
    Participe no projeto " Se esta rua fosse minha", partilhando memórias da sua rua!
    Conte-nos as curiosidades, as lendas, as tradições, antigos moradores, fotografias antigas.
    Deixe-nos o seu testemunho!

    Contacte o Centro de Documentação de Ílhavo que irá ao seu encontro para conservar as memórias da sua rua.
     
    Com o projeto "Se esta rua fosse minha", ofereça o PASSADO como um PRESENTE para o FUTURO da NOSSA TERRA!

    Para aceder ao vídeo integral das comemorações do Feriado Municipal, clique aqui.

  • Reabertura do CDI

    Reabertura do CDI

    O Centro de Documentação de Ílhavo informa que o edifício CIEMar-Ílhavo reabriu ao público com novo horário de atendimento: 9h30-12h00 e 14h00-16h30.

    Devido às restrições impostas pelo surto pandémico de COVID-19, o atendimento presencial está sujeito a marcação prévia e ao cumprimento de algumas regras de higienização que se encontrarão afixadas na porta de entrada.

    Para agendar o seu atendimento, envie um e-mail para cdi@cm-ilhavo.pt ou ligue para 234 092 496.

    Ficamos à sua espera!

  • Projeto "Se esta rua fosse minha"

    Projeto "Se esta rua fosse minha"

    A Câmara Municipal de Ílhavo, através do Centro de Documentação de Ílhavo (CDI), deu início em 2018 a uma intensa pesquisa sobre a toponímia ilhavense, recolhendo histórias, curiosidades e mitos das ruas, becos, praças e pontes das freguesias do concelho.

    Com a designação de "Se esta rua fosse minha", este projeto apresenta como objetivos recolher, transformar e devolver informação sobre toponímia à comunidade, potenciando o reconhecimento do território e estimulando o sentimento de pertença.

    Colabore nesta iniciativa! Conte-nos as histórias, memórias e tradições da sua rua. Fale-nos das pessoas que nela viveram ou que lhe deram nome. Envie-nos fotografias e testemunhos.

    O seu contributo é fundamental! Ajude-nos a eternizar a sua rua!  

    Para mais informação, clique aqui.

Próximos Eventos